El Espartano

Macchi e El Espartano em San Gimignano

Voltar
27.11.2018

O tapete desenvolvido pelo artista argentino Jorge Macchi, em colaboração com a El Espartano, está exposto agora na Galleria Continua San Gimignano, Itália.

O pitoresco povoado toscano de San Gimignano se ergue sobre uma colina ao sul de Florença, Itália, com suas muralhas e torres quase intactas. Por sua vez, é inusual abrigo da reconhecida galeria de arte contemporânea internacional Galleria Continua, que se empenha em celebrar artistas que com sua criatividade conseguem plasmar a história do presente. Entre outubro de 2018 e janeiro de 2019 a galeria hospedará a obra do artista argentino Jorge Macchi.

JOMA2016_02da

A exposição do artista, intitulada “Pontos de Suspensão”, compreende obras que combinam referência ao cinema, à literatura, à música e à história da arte, e propõe expandir os limites da obra para que a arte se misture com objetos da realidade. Nela destaca-se “A noite dos museus”, originalmente criada como uma instalação site-specific para o Museu Nacional de Belas Artes de Buenos Aires, no contexto de sua retrospectiva do ano 2016, e que tem como protagonista o tapete desenvolvido por Macchi em parceria com a El Espartano. Sobre ele repousam quatro focos de luz “caídos” e rodeados da imagem que eles mesmos iluminariam sobre o tapete, ressaltando assim a contradição entre o presente e o passado, e tentando provocar uma reflexão sobre a linearidade. As bordas das imagens projetadas se desvanecem até a ausência de cor que abarca o resto do tapete, liso e sóbrio por contraste.

JOMA2016_02db

A El Espartano tornou possível este desafiante projeto trabalhando com Macchi para desenvolver uma técnica de tecelagem que permitisse criar as imagens desejadas com a característica ilusão do jogo de luz esfumada que o artista procurava. Implicou muitos testes para alcançar o efeito desvanecido do tapete, bem como trabalhar com a lã natural em abruptas cores vermelhas e pretas que compõem seu desenho. O projeto utilizou um sofisticado sistema digital de tecelagem que permitiu combinar até vinte cores.

JOMA2016_02dd

O artista, que já tinha trabalhado com a El Espartano para uma produção similar exposta em Bogotá, mostrou-se fascinado com as possibilidades criativas que esta técnica permite: “O projeto me inspirou a seguir trabalhando com este meio, para complexificar o desenho e incorporar inclusive mais cores”.

i
  • Subscribite a nuestro Newsletter: